• ENCONTRO FICÇÃO CIENTIFICA E VIDEOGAMES DA AMÉRICA LATINA ACONTECE EM SÃO PAULO

    No centro de exibições Imigrantes de São Paulo inaugura-se nesta quinta-feira, dia 4 de dezembro, a primeira edição brasileira da Comic Con Experience, exposição e feira internacional de quadrinhos, videogames, ficção científica, terror e fantasy, cosplay e outras coisas do estilo. Os organizadores prometem “a maior convenção geek da história da América Latina”.

    Geek é uma palavra inglesa que significa pessoas um tanto excêntricas, muito interessadas em tecnologia, livros, quadrinhos, filmes e videogames. Trata-se, principalmente, do gênero fantástico: ficção científica, super-heróis, elfos. Quem conhece a história das civilizações do planeta Tatooine ou já tentou aprender o dialeto élfico de Valinor, poderia ser chamado degeek. Mas não só.

    De acordo com o site do evento, cuja sigla é CCXP, a programação do evento inclui presença de estúdios cinematográficos internacionais, encontros com atores, ilustradores e artistas de quadrinhos, cosplayers (aquela gente que cria trajes de super-heróis e elfos e os veste em eventos especiais) e até uma cúpula do negócio relativo à cultura geek.

    Entre os participantes listados no site, há lojas e empresas especializadas em objetos relacionados com quadrinhos, mangá, super-heróis, jogos de mesa e videogame etc. Também várias editoras estão presentes, entre elas a Companhia das Letras, Boitempo, Leya, Marsupial e outras mais. Representantes do setor cinematográfico, televisivo, musical e de telecomunicações também estarão lá.

    Não obstante a tradição principalmente norte-americana, o convênio paulista é virado para a realidade brasileira. O evento é dedicado tanto à cultura pop internacional como um todo (Batman, X-Men e outros produtos da Marvel, Jogo de Tronos, Warcraft etc.), como às invenções brasileiras e latino-americanas.

    Você já pensou que o Chaves pode ser também objeto de um evento como este? Pois é, e estará presente na feira desde o primeiro dia. Ou seja, desde hoje. A indústria brasileira de videogames, projetos nacionais de quadrinhos e política nacional para com a cultura pop são temas de painéis e comunicações.

    O CCXP em São Paulo foi inspirado na Comic Con norte-americana, cuja primeira edição teve lugar em 1970. É anual em San Diego, Califórnia. O evento estadunidense tem o maior renome entre as exposições temáticas da área da ficção científica, fantasia, terror e outros gêneros desta índole nas artes, desde a literatura até o cinema, principalmente nos quadrinhos, daí o nome da exposição.

    Porém, a exposição brasileira é independente da Comic Con californiana. O nome é que virou referência de eventos deste tipo, onde Con quer dizer “convênio”, “encontro”.

    O evento vai até o dia 7 de dezembro.

    Comic Con russa

    Neste ano, a Comic Con já chegou também na Rússia. Teve lugar de 2 a 5 de outubro em Moscou, no centro de exposições Krokus. Cerca de 157 mil pessoas, segundo os dados oficiais, visitaram o convênio, em que mais de 200 empresas fizeram suas apresentações.

    O grande número dos visitantes deve-se em parte à feira IgroMir (Mundo do Videogame, na sigla russa), realizada pela empresa homônima. Foi a IgroMir também quem realizou a Comic Con, ampliando um pouco o âmbito e indo do videogame só para abranger diversos aspectos da cultura pop. Portanto, a Comic Con 2014 na Rússia também não representa a companhia estadunidense, e apenas segue o padrão internacional.

    Um dos focos desse evento russo foram os videogames. Houve uma série de painéis dedicados a eles e até campeonatos de StarCraft, Dota e outros jogos populares. Doutro lado, segundo a imprensa especializada, quem ocupou o maior espaço foi a Disney, cujo stand foi dedicado à saga da Guerra nas Estrelas. Inclusive, tinha uma reconstrução em tamanho reduzido da base de Endor, do episódio VI do filme.

    Experiência russa

    Entre os muitos eventos temáticos que houve em 2014, três têm o maior renome na Rússia. São o Roscon, Zilantcon e Starcon. Reuniram cerca de 13 mil pessoas em total. Menos do que a Comic Con mas, se acreditarmos nos visitantes e organizadores, valem muito a pena assistir. A Roscon tem lugar em Moscou e foca principalmente no aspeto literário, sendo o nome completo do evento Conferência Internacional Filológica sobre Aspectos da Ficção Científica. Os autores russos mais reconhecidos do gênero assinaram seus livros para os fãs, compartilharam experiência profissional e anunciaram projetos para o ano que vem.

    Mas foram também organizados concursos de cosplayers e encontros com produtores de videogames, como o popular jogo S.T.A.L.K.E.R.

    A Zilantcon, que teve lugar entre 31 de outubro e 4 de novembro em Kazan, também se centra na literatura, preferindo desta vez o mestre John R.R. Tolkien, chamado pelos organizadores simplesmente de Professor (o criador do Senhor dos Anéis foi historiador de profissão).

    Este evento representa a corrente “fantasista” dos convênios temáticos russos. A programação inclui duelos com espadas, esgrima e outros tipos de duelo históricos, apresentados por amadores e profissionais da reconstrução histórica. Outro item peculiar e importante é o concurso musical, que reúne conjuntos e músicos solistas qualificados mais frequentemente de intérpretes da música folk.

    Já a Starcon é talvez o mais universal dos eventos temáticos. Os seus temas, além de ficção científica em filmes, literatura e videogames, quadrinhos e tecnologias imaginárias, incluem a ciência e tecnologias reais, especialmente da área aeroespacial. Durante os dois dias do convênio deste ano (12-13 de julho), houve várias aulas e seminários sobre os projetos espaciais existentes e esperados, análises de conceitos de espaçonaves usados em filmes e descritos em romances e contos.

    Também houve desfiles de cosplayers vestindo uniforme de tropas do Império Galáctico, elfos, guerreiros do Mortal Kombat e outros personagens.

    O universo da imaginação permanente

    Os eventos são anuais, e cada vez há inovações. São relativamente poucos novos objetos de referência cultural nesta área (como Doctor Who, Game of Thrones etc.), os fenômenos que continuam com o maior número dos fãs são sagas já conhecidas como Star Trek e Guerra nas Estrelas. Um fato positivo é que cada país tem sua referência nesta área também, sendo “fantástica” ou não. E o setor da ficção científica é atualmente bastante popular, tanto no Brasil, como na Rússia.

    Os organizadores esperam que a CCXP, que está acontecendo agora em São Paulo, seja anual. As datas para o ano que vem estão sendo estudadas.

  • PEÇA JÁ SEU ORÇAMENTO!

    Elaboramos seu orçamento ou projeto sem compromisso.

    LOCALIZAÇÃO

    São Paulo - Brasil

    EMAIL

    arquiteturadeventos@gmail.com

    TELEPHONE

    11 2528-3349

    CELULAR / WHATSAPP

    11 94752-0292